Como previnir meu cachorro ou gato da doença do carrapato?

Com a chegada do verão, muitos probleminhas para os cães podem surgir em decorrência da alta pluviosidade, aumento da umidade e aumento e duração da incidência dos raios solares, entre os probleminhas, estão à proliferação dos ectoparasitas, principalmente o carrapato.

O clima quente e úmido favorece a proliferação dos carrapatos já que esse tipo de clima é ideal para os carrapatos se reproduzirem, sendo assim os meses entre Novembro a março se detecta um aumento considerável na população de carrapatos em com eles os probleminhas associados á eles.

Apesar da proliferação rápida, o animal só representa 5% do problema, no ambiente se encontram os outros 95% dos carrapatos, isso significa que para cada cinco carrapatos que um cachorro tem, existem 95 no seu quintal. A fêmea do carrapato faz ovopostura de 5 mil ovos no ambiente isso com seus 21 dias de vida, o ciclo reprodutivo é muito curto, então dos 5mil de media, após 21 dias as fêmeas estarão fazendo uma novo ovopostura e assim aumentado consideravelmente a infestação do ambiente.

Mas meu cãozinho só fica dentro de casa, ele tem chances de ter contato com carrapatos?
Sim. Lembrando que o ambiente é responsável por maior parte da infestação, um simples passeio na rua ou contato com ambiente infestado, você proprietário, pode carregar em seu calçado e ou vestimenta as formas jovens do carrapato e levar para dentro de casa deixando seu amiguinho exposto ao problema. Por isso, mesmo animais que raramente saem de casa devem usar produtos preventivos para pulgas e carrapatos.

O que causam os carrapatos? 
Além do prurido (coceira), causada pela alergia a picada, são responsáveis por transmitirem hemoparasitas que podem causar anemia principalmente em filhotes e em animais debilitados.

Os carrapatos podem matar? 
Sim. As hemoparasitoses transmitidas pelo vetor CARRAPATO, Erlichiose e Babesiose acabam destruindo células sanguíneas, deixando os animais extremamente debilitados. A Babesiose infecta e destrói glóbulos vermelhos e a Erlichiose destrói glóbulos brancos. São doenças de ocorrência mundial e podem levar os animais a desenvolverem manifestações clínicas variáveis que se não diagnosticadas e tratadas no início levam o animal a óbito.

Prevenção no ambiente

A prevenção é importante não só para os peludinhos e sim para toda família. Mantenha a casa bem aspirada e objetos e utensílios dos animais limpos. Para o ambiente é necessário uma dedetização especializada que seja segura para os bichos e para a família. Só aplique produtos indicados por seu Medico Veterinário e JAMAIS utilize o produto do ambiente em seu amiguinho.

O tratamento do ambiente deve ser realizado por no mínimo quatro semanas seguidas, podendo prolongar por mais algumas semanas. Isso é fundamental para quebrar o ciclo de vida do carrapato e controlar a população num ambiente doméstico contaminado.

Prevenção no animal

Se o cão permanece coçando após a aplicação do produto, pode ser que haja carrapatos na área em que ele passeia assim ele continua a ser picado até que o produto tenha tempo de fazer efeito, matando os parasitas. Existem produtos que começam a agir em meia hora;

Trate todos os animais da residência: um animal pode, rapidamente, passar o parasita para outro;

Não fracione os produtos, pois a falta de precisão nesse processo pode comprometer o tratamento.

Existem, coleiras, comprimidos, spray, produtos Pour ON (Colocado no dorso), Soluções, Xampus, escolha sempre o mais seguro e eficaz para seu bichinho.

Meu cão está infestado, o que eu faço?

O primordial é levá-lo ao seu Medico Veterinário de confiança, o mesmo vai elaborar um plano para controle de ectoparasitas para seu amiguinho e o ambiente que ele vive,  além de realizar exames para verificar a saúde do animal.

Nos locais onde o carrapato picou, é comum ficar uma pequena saliência na pele sob o pelo, semelhante a uma espinha, essas saliências devem ser limpas como um machucado ou estipulado banhos com xampus anticépticos.

Por fim, é muito importante lembrar que carrapatos em cães podem morder e causar doenças em humanos também, portanto se for retirar o carrapato em casa, sempre use luvas e pinças, nunca os dedos.

Na dúvida, o aconselhado é buscar a ajuda de um Medico Veterinário.

Posts Relacionados

Deixe um comentário