Vacinas para gato: quais são, quando aplicar e quais doenças evitam

>>Vacinas para gato: quais são, quando aplicar e quais doenças evitam

Vacinas para gato: quais são, quando aplicar e quais doenças evitam

2018-11-28T13:35:21+00:0014 de novembro de 2018|

As vacinas para gato são de extrema importância. Pois, são elas que vão proteger o animal contra diversos tipos de vírus, aos quais ele pode viver exposto.

Portanto, o bichinho de estimação depende totalmente dos cuidados de seu tutor para crescer e se desenvolver de forma saudável.

Se você tem dúvidas a respeito deste assunto, fique tranquilo (a)! Foi justamente pensando em lhe ajudar, que preparamos este conteúdo especial!

Aqui, vamos explicar tudo que você precisa saber sobre a imunização de felinos: quais são os tipos de vacinas, até quando elas devem ser aplicadas e contra quais tipos de doenças atuam.

Com essas informações, você poderá garantir ao seu filho de quatro patas uma vida tranquila e segura. Confira!

Importância das vacinas para gato

De acordo com a médica veterinária da Lifepet, Vânia Ramos, a vacinação é importantíssima para defender o organismo do animal contra os riscos que ele pode ser exposto. Isso inclui tanto as contaminações no ambiente externo quanto de outros gatos.

Ela enfatiza que todos os gatos saudáveis, a partir de dois meses de vida podem iniciar sua imunização. Principalmente os que costumam ser levados para outros locais fora de casa.

“O cuidado e atenção deve ser redobrada com felinos que têm contato com a rua ou com outros animais não vacinados. Ou seja, nesses casos o risco de contrair uma enfermidade é maior”, disse Vânia.

Veja os tipos de vacinas

As vacinas para gato no Brasil são disponibilizadas de forma agrupada, ou seja, uma vacina protege o seu bichinho contra mais de uma doença.

Exceto a antirrábica, que é oferecida separadamente e protege contra a Raiva.

Vacinas essenciais aos gatos:

  • Múltipla V3 também chamada de tríplice
  • A múltipla V4 ou quádrupla
  • Vacina antirrábica ou contra a
  • A múltipla V5 ou quíntupla

 

Frequência das vacinas para gato

Filhotes:

Segundo a veterinária, é recomendado iniciar a imunização do gato com dois meses de vida e finalizar até os cinco meses. Filhotes recebem entre três a quatro doses de vacinas, uma a cada mês.

O seguinte cronograma de vacinação é indicado:

1ª dose viral – 60 dias
2ª dose viral – 90 dias
3ª dose viral e vacina antirrábica – 120 dias

Ou seja, até completar um ano de idade o gato precisa estar devidamente vacinado com as vacinas virais e a antirrábica.

Adultos:

A partir de um ano de idade, os felinos devem receber reforço anual da antirrábica e uma dose da vacina viral.

Gatos adotados ou resgatados:

Quando não se conhece o histórico vacinal de gatos adotados ou resgatados na rua, o mesmo calendário vacinal para adultos deve ser seguido. Podendo ainda, haver uma dose reforço da vacina viral.

Contra quais tipos de doenças cada uma delas atuam?

As vacinas múltiplas atuam contra diversos tipos de doenças que afetam variados sistema, principalmente o respiratório do animal.

A V3 funciona como defesa para rinotraqueíte (o herpesvírus felino), panleucopenia e calicivirose.

A V4 protege o gato contra as mesmas doenças que a V3 e também da clamidiose.

Já a V5, deixa o animal imunizado das mesmas enfermidades que a V4 além da FeLV (vírus da leucemia felina).

A vacina contra a Raiva já é bem mais conhecida, porque é disponibilizada gratuitamente por órgãos municipais, por tratar-se de uma zoonose (doença que pode ser transmitida a seres humanos).

Recomendações importantes

A veterinária Vânia destaca, “as vacinas para os felinos só podem ser aplicadas quando o animal está em boas condições de saúde, que será avaliado apenas por um médico veterinário”.

É muito importante manter todas as vacinas do seu filho de quatro patas em dia.

Além disso, é indispensável levar seu bichinho com frequência ao veterinário para garantir que ele tenha uma vida tranquila e saudável.

Deixar Um Comentário

WhatsApp chat